Eleições europeias: Afirmaremos os Interesses portugueses?

UEPopulaçãoMapaDensidadeOs interesses portugueses serão defendidos nas próximas eleições para o Parlamento europeu?

Os partidos políticos portugueses começam a delinear as suas táticas para a eleição do Parlamento Europeu. Este ato eleitoral seria uma excelente ocasião para afirmarmos as reivindicações portuguesas face à União Europeia egoista – ou de solidariedade mais do que limitada.

Os partidos do regime parecem, porém, inclinados a arquivar os interesses portugueses para brincarem mais à vontade o jogo europeu. Assim, um diário anunciava ontem que o PS apresenta já Passos Coelho como simples representante da família política em que se integra na União Europeia; os socialistas tentarão «incutir nos portugueses que a culpa da austeridade repousava nos liberais».

O «incutimento» desta última ideia parece difícil, pois todos se lembram de quem negociou o acordo com a troika. O grave, porém, é que esta abusiva partidarização da política de austeridade acarreta como consequência inevitável darmos rédea solta aos nossos credores    no próximo Parlamento europeu, não os confromntando com reivindicações portuguesas.

Anúncios

Os comentários estão fechados.