A Europa de novo em Guerra: Mau para a Economia, mesmo que os Russos sejam Culpados

GuerraNaeuropaOs países europeus continuam a caminhar  para uma nova guerra no Velho Continente: aumentaram as sanções à Rússia, um avião  de carreira da Malaysia Airlines caiu em território semi ucraniano e, ao que parece, foi abatido.

As duas ex superpotências apresentam versões contraditórias. Os Estados Unidos afirmam que foi um missil russo ou dos separatistas ucranianos, a Rússia responsabiliza a Ucrânia. Nem americanos nem russos apresentam provas. A União europeia, responsável última pela atual escalada – convém não esquecer que prometeu a associação à Ucrânia para a virar contra Moscovo – não sabe o que dizer, apesar de ontem ter concordado em nova escalada contra a Rússia.

O mais extraordinário é que os europeus não tinham percebido que a União Europeia e Associados estão em guerra: só ontem, depois do incidente, a Air France e a Lufthansa decidiram não voar nas áreas em conflito. Se o leitor sair à rua, tenha cuidado por favor.

O Economista Português declara que a guerra na Europa é má para a economia e indesejável em absoluto, quer os russos sejam culpados (como sugere a propaganda dominante) quer sejam inocentes; lamenta os erros do governo português assim como a da oposição rotativa em matéria tão perigosa. Perigosa para a economia, claro.

 

Os comentários estão fechados.