«Falta de Ética» nos negócios e na política: O PS responderá à Acusação do Dr. Passos Coelho?

CostaAntónioSeguroAntónioJosé

Ambos desinteressados da acusação de «falta de ética»

Na festa do Pontal, o Dr. Passos Coelho acusou o PS de «falta de ética»; não lhe pronunciou o nome, mas era inequívoco o destinatário da acusação e o Diário de Notícias, assim como outros meios de comunicação social, logo esclareceram: o PS era posto em causa.

Nem o Dr. Seguro, nem o Dr. Costa, António acharam que valesse a pena responder – ou sequer abordar a questão. Endossaram-na ao Engº José Sócrates? A questão é obviamente partidária mas é claramente económica: os países ricos cada vez mais recusam investir nos países com «falta de ética». Também por isso, O Economista Português gostava de a ver equacionada. A questão ficará para a campanha eleitoral? Morrerá orfã?No pasará?

2 responses to “«Falta de Ética» nos negócios e na política: O PS responderá à Acusação do Dr. Passos Coelho?

  1. O meu querido economista,
    não reparou, ou reparou mas omitiu, que passos disse também, repetindo e usando, senão as mesmas palavras mas precisamente o mesmo pensamento de seguro, acerca da “promiscuidade entre negócios e política”.
    Seguro atribuiu tal promiscuidade a Costa e passos repetiu a ideia em consonância e claro socorro de seguro contra Costa pois, a acusação ao PS, foi evidente, referia-se ao PS de Sócrates e, por arrasto, a Costa candidato a PM.
    Acha o “economista português” que, hoje em dia passados estes quatro anos de mistificação e mentiras, faz qualquer sentido estar a dar troco a passos quando o não deu ao próprio seguro.
    O “economista”português” também já embarcou na lógica do pcp?

  2. O Economista Português agradece e, retomando os termos do amável comentário, interroga-se se o PS «de Seguro (ou de Costa) é o mesmo de Sócrates.Se o reador fosse O Psicanalista Português, por certo comentaria o ato falhado dos «quatro anos de mentiras».. Mas é, é apenas o O Economista Português