O Economista Português pergunta à Srª Ministra da Agricultura onde há à venda uma Garrafa de Minhota

AssunçãoCristasVinhoGarrafas«O cavalheiro queria comprar uma garrafa de ‘minhota’? Não temos, acabou!»

Por razões pedagógias, O Economista Português precisou há dias de comprar uma garrafa de «minhota», a aguardente de vinho verde. Foi a um super ou hipermercado de luxo (El Corte Ingles) e a um de gama baixa (Lidl da Visconde Valmor). Ambos propunham uma panóplia de álcoois fortes do mundo inteiro, mas nenhum estocava a minhota. El Corte Ingles vendia uma aguardente branca portuguesa de vinho comum, da marca mais conhecida neste segmento; o seu prestável empregado esclareceu que «a minhota tinha acabado», o que sugeria alguma confusão entre o Minho e o Darfur. O Lidl nem minhota, nem bagaceira, nem aliás nenhuma aguardente vínica portuguesa. Já não está em causa a liberdade do consumidor nem o apelo único da minhota: Portugal tem o sétimo maior vinhedo do mundo e os seus super e hipermercados não lhe vendem os álcoois brancos. Algo não bate certo. Assinalemos de passagem: ambos os supermercados em causa são propriedade de estrangeiros.

O Economista Português viu na televisão a Srª ministra da Agricultura e o Dr. Paulo Portas muito alegres numa luzida festa no pavilhão português de uma feira de produtos alimentares, em Berlim. Será sugestão para irmos todos a Berlim comprar a minhota? O Economista Português permite-se recordar que, como o euro é convertível, o seu euro vale exatamente o mesmo do do economista alemão: do ponto de vista da balança de pagamentos, vender minhota em Lisboa vale tanto como vendê-la em Berlim. Terá o Governo tomado alguma ação para assegurar a liberdade de acesso da minhota aos super e hipermercados que licencia e acarinha?

A Confederação dos Agricultores Portugueses (CAP) não acha que deveria tratar destes temas? Os viticultores portugueses não são senhores de nenhuma associação que trate destes assuntos? Nenhuma empresa títicola vai à comunicação social protestar? Nem mesmo nenhum município minhoto?

Os comentários estão fechados.