BdP: Governo faz sua a Política de Carlos Costa e desiste de fiscalizar a Banca

BancoDePortugalLBancoDePortugalLogoO governo decidiu reconduzir Carlos Costa como governador do BdP (Banco de Portugal). O Economista Português trata de políticas e não de políticos, pelo que não se pronuncia sobre o fundo da nomeação, mas anota dois aspetos metodológicos dela:

* Reconduzindo o controverso governador, o governo faz sua a política dele no caso BES  – se é que não abre caminho para declarar que era sua essa política;

* Dado o fracasso do caso BES e os problemas em curso com o Montepio, a recondução significa que o Governo desistiu de exercer a menor função disciplinadora da banca. O que é sensato mas devia ser dito; é sensato porque a única regulação bancária possível é separar a gestão do «dinheiro dos outros» da banca de investimento ou de negócios, que opera apenas com capitais próprios (a chamada «Volcker rule»).

Os comentários estão fechados.