TAP: o Governo deve esclarecer a Privatização

TapPassageirosEAviãoO Expresso, num artigo pouco claro, sugeria que o governo tinha privatizado a TAP de uma forma que lembrava as PPP – para recorrermos à comparação visual oferecida Srª D. Catarina Martins.

O Governo deve esclarecer em que condições operou essa privatização. Será necessário explicitar o porquê desse dever?

A TAP  era senhora de uma situação líquida negativa, o que significa que o vendedor (o Estado) devia pagar para que alguém ficasse com ela (para repor a situação de balanço no zero). Claro que o Estado podia jogar na hipótese de um potencial comprador que julgaria gerir a TAP melhor do que ele – e por isso cobriria a situação negativa e ganharia alguma coisa. Mas o Governo preferiu pactuar com o lugar comum da «jóia da Coroa», da TAP lucrativa. Por isso, tem que explicar se as acusações são fundadas ou, melhor dito, como conseguiu convencer os compradores a comprarem.

Anúncios

Os comentários estão fechados.