Mais Austeridade: Costa confirma Moscovici (parecendo desmenti-lo)

Costa adula, Moscovici manda

Ontem, Pierra Moscovici, o comissário europeu dos Assuntos Económicos e Financeiros, que nos fiscaliza, disse que, após as estatísticas da Primavera, Portugal terá que aplicar medidas adicionais de austeridade. António Costa, primeiro ministro, parecendo negar, logo confirmou: « A Comissão [Europeia] vê riscos onde nós não vemos».

O romance é simples de seguir: Costa não diz que já concordou em mais austeridade, a qual será automaticamente aplicada , concordância apenas submetida à condição factual de as suas previsões económicas se revelem demasiado otimistas e sublinha a incerteza derivada das condições. Moscovici omite que a concordância costista em mais austeridade é subordinada à verificação do irrealismo das suas próprias previsões – e sublinha a certeza da submissão de Costa.

Algum dia os nossos políticos nos tratarão como se fôssemos adultos?

Os comentários estão fechados.