Confirma-se: Bruxelas intriga para oligopolizar a Banca europeia

«É absolutamente vital que se evolua em direcção a bancos pan-europeus», afirmou o Doutor Peter Praet numa entrevista a Público¸ de que O Economista Português só tem conhecimento pelo Jornal de Negócios. O economista chefe do Banco Central Europeu é uma pessoa competente pelos critérios transpirenaicos. Mas ou não estava nos seus melhores dias ou desmazelou-se, sabe lá Deus porquê. Os pobres Estados Unidos não seriam uma união monetária, pois não têm bancos panaamericanos. Têm é um mercado financeiro livre, com poucos custos de entrada. A tese do burocata bruxelino reveladora da confusão mental do Doutor Praet sobre mercados e instituições. Mostra o habitual desconhecimento do capitalismo renano em relação ao modo de funcionamento do capitalismo de mercado nos países anglossaxónicos. Ficamos porém a dever à leveza ou à leviandade do Doutor Praet que a Comissão de Bruxelas planeia de facto a fusão acelerada da banca europeia numa espécie de gigantesco oligopólio, parturejado graciosamente por eurocratas semicompetentes.

Os comentários estão fechados.