TAP: o Lóbi da Nacionalização continua ao Ataque?

TAPSérgioPalmaBrito

Fonte: Gráfico do Dr. Sérgio Palma Brito, com base em relatórios anuais do Grupo TAP

Um matutino lisboeta publicou no dia de S. Pedro, o apóstolo que três vezes negou Cristo   um artigo do Doutor Ricardo Cabral  sobre a TAP semiprivatizada. É um texto  cheio de insinuações não provadas sobre os estrangeiros que integram o consórcio privatizador, em particular o Sr. David Neeleman,  e parece apelar à Comissão Europeia para anular a privatização por essa mesma razão pois,  como é sabido, as transportadoras aéreas da Fortaleza Europa têm que ser propriedade de nacionais da dita Fortaleza. Talvez por o texto ter sido publicado num blog (coletivo) subtilmente  intitulado «Tudo menos Economia», os números são evitados em absoluto, a contabilidade da  transportadora é totalmente ignorada  e é completo o desinteresse por saber se os resultados depois da semiprivatização são melhores ou piores do que antes. «It’s the economy stupid». A tática do texto parece ser forçar a nacionalização, pois defende que o mal da transportadora é haver privados a mais, esquecendo que na TAP há empregados a mais e privados a menos: TAP  era o acróstico de Transportes de Amigos e Políticos, pois a companhia adulava os políticos que transportava, para assim eles lhe darem dinheiro para transportar os amigos.

O Doutor Ricardo Cabral é docente de economia na Universidade da Madeira; subscreveu o manifesto corporativo de 2014 a favor da reestruturação da nossa  dívida externa.  Em novembro de 2014 quis resgatar a PT (com outros). Quando em 2015, o PS anunciou que votaria contra o orçamento, foi um dos 19 economistas com os quais o  Dr. António Costa   então secretário geral do PS, reuniu. Nesta ocasião, a imprensa sentou Cabral ao lado do atual ministro da Economia. A sua proximidade com o maior partido do Governo autoriza-nos a perguntar se é um texto apenas intelectual ou um balão de sonda tático. O texto está disponível no endereço seguinte:

http://blogues.publico.pt/tudomenoseconomia/2016/06/29/a-gestao-privada-da-tap/

Se o leitor se interessa pela TAP – e se o maior Partido do governo das esquerdas quiser saber algo sobre a TAP – , vale a pena ler um estudo apoiado em dados contabilísticos do Dr. Sérgio Palma Brito, um economista com responsabilidades no setor turístico: a entrada  no capital da TAP da companhia aérea do grupo chinês HNA é melhor para a empresa e para nós, o futuro da TAP depende do estabelecimento de um «hub» de transporte aéreo em Lisboa e os famosos prejuízos da manutenção das TAP no Brasil talvez beneficiem de uma racionalidade económica que escapa às analises apressadas e interessadas. É um texto informativo, seguro e isento. É um texto escrito num estilo  objetivo infelizmente fora do comum entre nós. O texto está disponível em

http://sergiopalmabrito.blogspot.pt/

 

Os comentários estão fechados.