Multa em Bruxelas: Fomos humilhados

CamõesEstátua

Devíamos voltar a envolver a estátua de Camões em crêpes negros

A Comissão de Bruxelas decidiu ontem propor ao Ecofin que o nosso país fosse multado, como O Economista Português anunciou. É uma humilhação para o nosso país. Escondemos a humilhação por nos considerarmos injustiçados, mas de facto fomos humilhados. Seja qual for o valor da multa, e tudo leva a crer que será pequeno ou nulo,  foi consumada a violência simbólica sobre o nosso país.  A comissão bruxelina deu-nos certificado oficial de «levantinos do Ocidente».

Além de nos refugiarmos na denúncia aliás imprecisa da injustiça, a classe política refugia-se também no passa culpas: o PSD assaca a responsabilidade ao PS e o PS ao PSD. Nada de novo, entre nós a derrota morre órfã o passa culpas é o principal entretém nacional. Na realidade, e por uma vez, ambos têm razão: o PSD furou as metas orçamentais para 2015 para ganhar as eleições comprando os eleitores (embora tocasse a música eleitoral das finanças rigorosas) e o PS, por meio de políticas e de declarações vagamente responsáveis, convenceu os mercados financeiros que não sabe o valor do dinheiro, apesar de estar a conseguir uma boa execução orçamental. A multa condena o passado recente do PSD e o futuro próximo do PS. E envergonha-nos a todos. O castigado foi Portugal, o PS e o PSD foram poupados por Bruxelas.

Anteontem, a seleção nacional de futebol apurou-se para a final do Euro. Talvez devêssemos trocar: o Doutor Centeno vai para massagista da seleção de futebol e  a equipa do futebol toma conta das finanças.

Anúncios

One response to “Multa em Bruxelas: Fomos humilhados

  1. O que verdadeiramente nos deve envergonhar é pertencer a esta coisa da UE que se transformou há muito em sistema de “protetorado”. Sobre os mais fracos, claro está!