Aeroporto no Montijo: Costa anuncia que a Inquisição já voltou

 

montijoaveseaviões O Dr. António Costa anunciou ontem a abertura do concurso obras para duas futuras estações de metro em Lisboa, a propósito comentou a extensão do aeroporto da Portela para o Montijo, cuja assinatura acabara de ser assinada. O chefe do Governo, sensato como de costume, comentou as incógnitas que sobre ele pesam: a comissão ecológica de avaliação tem o direito de o autorizar sem condições, de o autorizar com condições e de não o autorizar. O Sr. Primeiro Ministro anunciou que a Da Vinci, proprietária da ANA, já anunciou que se conformará com eventuais condições. E considerou improvável que a comissão reprove, dado que no Montijo já está a funcionar um aeroporto, mas, se reprovar, o governo terá que aceitar essa decisão.

Isto é: o Sr. Primeiro Ministro anunciou que já foi restabelecida a Inquisição em Portugal. Ninguém duvida que Lisboa precisam de aumentar a capacidade aeroportuária (que, para certos destinos, serve todo o continente) mas uma comissão de fiscalização ecológica  anónima e irresponsável, em nome do bem estar de um certo número de simpáticos e desconhecidos passarinhos, é superior ao governo, à Assembleia da República e mesmo à Comissão Europeia. E goza do  direito de exigir o sacrifício moral e económico dos portugueses pois a haver outra solução, ela não só será mais cara como a sua concretização demorará muitos anos (pelo menos dez). Já houve um tribunal que julgava assim, um tribunal secreto, que julgava sem apelo nem agravo, num processo secreto sem contraditório, organizado por juizes irresponsáveis, cuja identidade é desconhecida do público, julgando em nome de objetivos arcanos, os quais nunca tinham sido votados e ignoravam as necessidades dos portugueses. Era a Inquisição. A Inquisição já está a funcionar de novo: é a comissão de fiscalização ecológica.

                                                                                  *

O leitor julgou a homologia exagerada? É exagerada mas é justa. Sff repare : afé da Inquisição levava-a colocar Deus no Céu e o Diabo na terra sob a formas de relapsos (cristãos -novos recaídos no judaísmo), maçons, bruxasm em nome de regras desconhecidas, sem contraditório prendia-os ou queimava-os para purificar a terra. As comissões ecológicas têm uma fé religiosa no Universo divinizado, e já não prendem nem queimam mas, como querem limpar a terra da poluição (o novo Diabo), não hesitam em julgar sem contraditório e em sacrificar os humanos a Gaia, a terra divinizada.

Anúncios

Os comentários estão fechados.